Artigos
Publicada em 03/11/2017 - 20h33min

Olavo Câmara

Agrotóxicos e câncer

Descuido dos governos, de autoridades e produtores. Circularam notícias esta semana que 30% dos produtos agrícolas (frutas, verduras e legumes), estão contaminados devido às altas doses de agrotóxicos utilizadas plantações. O que mais provoca câncer na atualidade? Há informações de especialistas que os agrotóxicos, muita química e poluição, além de problemas emocionais, levam as pessoas a contraírem câncer.
De um lado a ganância da maioria dos agricultores que desejam produzir cada vez mais e vender os seus produtos sem a responsabilidade de preservar alimentos sadios para a população.
Onde está a fiscalização das produções agrícolas? A cada dia mais pessoas se apresentam com câncer e é possível que esta doença se torne a maior "causa-mortis" ou a primeira causa de óbito no Brasil. Já não se produz mais alimentos sadios e naturais que necessitamos.
Os agrotóxicos trazem grandes riscos à população, podendo contribuir enormemente para o desenvolvimento de doenças outras, mas principalmente o câncer. Viver uma vida natural, desfrutar de alimentos sem agrotóxicos é possível? Há produtos sem agrotóxicos, mas em menor quantidade. Acontece que se desenvolveu uma cultura na produção de alimentos e produtos agrícolas que, de hora em diante, está difícil superar.
O Hospital A.C. Camargo informa que há mais de 50 tipos de câncer. A maior responsabilidade sobre os problemas ocasionados pelos defensivos agrícolas é do Ministério da Saúde, Ministério da Agricultura, Governo Federal e Governos Estaduais. Os governantes e os produtores agrícolas deveriam se reunir e modificar a cultura na produção de alimentos que prejudicam a saúde da população. Mas, neste momento, percebe-se que ninguém está preocupado com a saúde do povo, mas sim com o bolso. Logicamente que na atualidade há muitos remédios para combater o câncer e hospitais especializados, mas há casos que quando se descobre esta doença já é tarde demais. Fiquem atentos com os produtos que não são naturais.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos