Editorial
Publicada em 23/10/2017 - 23h24min

Livros

Em meio a tantas crises, como a economia que engatinha na busca de melhores resultados, ou ainda a saúde que sofre com a falta de investimentos e o corte de verbas e repasses. Parece não haver muitas alternativas para ainda acreditar em futuro promissor, de reais oportunidades. Mas estes caminhos ainda existem, especialmente na área da educação. Cada vez mais percebemos o quanto é importante o acesso ao ensino de qualidade e que ele seja vivenciado com valores, estímulo à cidadania e respeito ao próximo, papel não apenas da escola, seja pública ou particular, mas também dos pais e responsáveis.
Como parte fundamental deste caminho, o incentivo à leitura, o acesso a novos mundos apresentados pelos livros. Por meio deles, é possível conhecer outros países, outras culturas, 'vivenciar' outras realidades. Um mundo a que poucos têm acesso seja pela educação precária que receberam, por não ter este hábito cultivado desde os primeiros anos de vida, ou ainda pelo alto custo dos livros e da cultura de uma forma geral no país.
Porém, há iniciativas que nos fazem retomar a esperança no crescimento do número de leitores, num despertar para o conhecimento e para o senso crítico sobre tudo que nos rodeia. São pessoas que se propõe a agir em favor do outro e servem de inspiração para que outros se mobilizem e também possam fazer a diferença.
Entre os projetos há o Livro Livre, que em Mogi das Cruzes acontece por meio de uma parceria do Lions Clube Mogi Itapety com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), e conta com eventos e a distribuição de livros em estações. Assim a viagem proporcionada pela leitura, pelo conhecimento, continua pelas paradas das linhas, e vai e volta nas mãos de diferentes usuários.
Esta semana, também na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) é possível doar um exemplar para o projeto Vida Literária, que beneficia escolas públicas do Alto Tietê com palestras de incentivo à leitura e distribuição de livros. A importante ação começou ontem e segue até sábado. É indicada a doação de obras de poesia, literatura, romances, ficção e autoajuda.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos