Artigos
Publicada em 25/10/2017 - 22h26min

Cedric Darwin

Temer

Não dá pra se iludir. O atual congresso retirou Dilma da Presidência com um projeto de poder: Temer no lugar. Objetivo? Fazer tudo o que não seria possível fazer com um presidente eleito diretamente e com o mínimo de pretensão política pós-presidência. Temer é um zumbi político, não tem e nunca teve popularidade e não consegue nenhum cargo que dependa do voto. Assim, deve aproveitar o poder e o partilhar com o Legislativo e os interesses do "mercado" no pior sentido do termo.
Aprovou-se uma reforma trabalhista absolutamente nociva ao empregado, mas não ao empregador. Está na mira a aprovação de uma reforma da Previdência que só vai prejudicar o segurado do INSS. Houve uma tentativa de afastar a fiscalização do trabalho análogo ao de escravo, barrada pelo STF após o ajuizamento de ação. Já se fala até em extinção da Justiça do Trabalho! Assim aproveita-se o projeto de poder com um zumbi e se praticam mazelas sociais, retirando-se garantias conquistadas a duras penas.
O Legislativo avança ferozmente sobre cargos, poder e verbas e o governo federal, que está lá somente porque esse mesmo Legislativo assim decidiu, apenas concorda. E assim será por mais 14 meses, essa é a janela para se fazer tudo o que não poderia ser feito. Nossos deputados e senadores não irão tirar do poder quem eles colocaram. Não temem a opinião pública e sabem que quanto mais houver, maiores as chances de se reeleger.
A nós cabe lembrar de tudo em 2018 e não reeleger aqueles que não atendem às nossas expectativas. Muitos ainda serão reeleitos, pois eles mesmos definiram as regras que os reelegerão. O voto de protesto deve ser em partidos e candidatos que foram contra as reformas e a favor do afastamento de Temer. A desculpa de que a manutenção de Temer traz estabilidade econômica é verdadeira, mas falta saber estabilidade para quem, porque para o povo certamente não é.
A verdade é que o governo é tão ruim, que todos os presidenciáveis desejam que o zumbi fique, porque assim qualquer um parecerá melhor para o Brasil, até o Huck.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos