POP TV
Publicada em 12/08/2017 - 20h04min

TV Press
Perfil

Transformação em meio ao caos

Foto: Divulgação/Globo

Marjorie Estiano espera provocar no público a mesma transformação que sofreu quando se deparou com as sequências de sua personagem Carolina
Marjorie Estiano confessa que saiu transformada das gravações de "Sob Pressão". Acostumada, assim como toda a população brasileira, a acompanhar as frequentes manchetes de jornal sobre o caos da saúde pública do país, a atriz teve a chance de conhecer mais a fundo a realidade dos hospitais através da série dirigida por Andrucha Waddington.
Na pele da cirurgiã vascular Carolina, Marjorie espera provocar no público que acompanha os episódios a mesma transformação que sofreu quando se deparou com as sequências de sua personagem. "É muito mobilizador a gente poder contar uma história de uma ordem tão necessária e básica em outro lugar que não esse do jornal, que está quase banalizado. A expectativa é sempre de poder atingir. Fico muito feliz de poder fazer parte de algo com essa intenção, de algo que possa gerar alguma mudança", avalia.
Na história, Carolina é uma médica eficiente, mas que, além da ciência, acredita na fé e na bondade das pessoas. "A minha personagem só acredita que existe algo além da matéria. Eu concordo com isso, acho que o espírito pode criar tanto a doença quanto a cura", defende Marjorie. Não demora muito e Carolina se interessa amorosamente por Evandro, protagonista de Julio Andrade. O problema é que ele ainda não superou a morte da mulher, que aconteceu durante uma cirurgia de emergência liderada pelo médico.
Mas a atriz destaca o fato de que a trama romântica está em segundo plano na série. "A gente se relaciona com as pessoas com quem mais convive. É natural que se desenvolva ali algum tipo de aproximação, não necessariamente um sentimento amoroso. Mas isso corresponde a 20% dos episódios, que ficam muito em cima dos pacientes e das escolhas que devem ser feitas ali no hospital", explica.
Para interpretar uma médica, Marjorie participou de um laboratório intenso ao lado do elenco. Durante o período de preparação, acompanhou emergências do Hospital Estadual Alberto Torres e do Hospital Municipal Miguel Couto. A atriz ficou impressionada com a rotina precária da saúde pública brasileira, assim como a entrega dos profissionais da área. "O médico é quase um super-herói, ele não tem recurso nenhum para trabalhar. E, quando aquilo sai da teoria e vai para a prática, ocupa um outro lugar em você. Ver aquilo no dia a dia é muito mais mobilizador, afeta muito mais do que quando você lê a respeito", compara. ("Sob Pressão", Globo. Terças-feiras, às 22h30).
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos