Artigos
Publicada em 22/06/2017 - 22h04min

Andréia Gonçalves

Felicidade

Hoje acordei feliz. Dizem que felicidade é uma sensação periódica e não frequente, oscilando entre tantas outras sensações que o ser humano vivencia. Sendo assim ou não, o que tento é me manter dentro dessa estabilidade emocional.
E fico grata quando ela extrapola e me deixa mais elétrica do que normalmente sou. Não precisam grandes eventos para ela aparecer. Como agora, basta perceber o que tenho em minha volta e lógico, dentro de mim. A busca do ajudar. Como diz a Oração à São Francisco: "(...) pois é dando que se recebe (...)" e imediatamente ao se doar, receber.
Aprender também a aceitar ajuda e se tornar humilde. Ver as quebras de paradigmas muitas vezes tão enraizadas dentro da alma. Permitir amar e vivenciar a beleza da máxima "toda maneira de amar vale a pena".
De ver a motivação crescer quando vislumbro uma possibilidade de aprender algo novo e doidamente, para alguns, resolver um problema de matemática. Quem muito acredita que só será feliz quando atingir o topo de uma montanha nunca passará por essa vida sem tê-la mesmo se conseguir o objetivo inicial. Porque acredito que o caminho que o fará galgar essa meta é que te encherá de detalhes que farão toda a diferença. Isso é felicidade! Olhares atentos aos detalhes, meus amigos. Eles batem à nossa parte em segundos e tão rapidamente se vão, se não os agarrarmos plenamente.
Se você acha que com tanta coisa triste acontecendo no mundo não pode sentir-se assim, me desculpe, devo discordar imensamente. De fato, não podemos fechar os olhos e devemos ajudar, nem que seja com vibrações, o nosso próximo. Mas sempre aprendi que entrarmos numa vibração energética de dor não ajudará esses irmãos. Pelo contrário, devemos manter nosso equilíbrio. Não dá para doarmos o que não temos.
Portanto, nesse aprendizado profundo de nosso ser e nossa caminhada, vamos incluir a nossa felicidade, em tudo, sempre que possível. Ao invés de um momento, ela pode tornar-se uma sensação tão importante quanto respirar.
Às vezes, mais forte. Outras, mais tranquila. Mas sempre presente.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos