Cidades
Publicada em 19/05/2017 - 21h41min

Prefeito suspendeu

Audiência Pública discute sistema de ensino

Atendendo a um convite da Comissão de Educação, Saúde e Assistência Social, o secretário de Educação de Arujá, Márcio Oliveira, participou na quinta-feira de uma audiência pública realizada na Câmara para discutir a proposta de implantação de um sistema de ensino na rede municipal

Foto: Divulgação

Zé Luiz explicou que atitudes como esta não serão tomadas sem ouvir população
Atendendo a um convite da Comissão de Educação, Saúde e Assistência Social, o secretário de Educação de Arujá, Márcio Oliveira, participou na quinta-feira de uma audiência pública realizada na Câmara para discutir a proposta de implantação de um sistema de ensino na rede municipal. O prefeito José Luiz Monteiro (PMDB) também participou da audiência. O evento foi aberto pelo presidente da Casa, Abel Franco Larini e conduzido pelo vereador Paulo Henrique Maiolino, presidente da Comissão.
Na ocasião, o vice-prefeito e secretário de Educação, na presença de profissionais que atuam na área, pais de alunos e lideranças comunitárias, apresentou um diagnóstico da Pasta, falou sobre as metas a serem alcançadas e os desafios que precisam ser superados para melhorar os resultados do ensino público.
"Com quase 1.200 funcionários, sendo mais de 600 professores que atendem quase 10 mil alunos, sofremos um contingenciamento orçamentário de cerca de
R$ 10 milhões este ano, o que afetou diretamente a maneira de gerenciar as nossas atribuições. Ainda assim, estamos conseguindo otimizar nossas despesas para nivelar o ensino por cima e buscar soluções concretas para aprimorar a qualidade da educação pública", disse.
Ele também disse que a Secretaria está atuando em todas as frentes, seja na restauração das 39 escolas, na disponibilização de professores substitutos e na melhoria do plano de carreira dos profissionais que atuam na rede, ou estudando medidas para ampliar a oferta de vagas na rede.
A respeito do sistema de ensino, o secretário esclareceu que a iniciativa é importante para o processo de ensino e aprendizagem das crianças, para a formação continuada de todos os educadores e a valorização dos profissionais que atuam nas escolas.
Suspensão
O prefeito José Luiz Monteiro, que nesta semana suspendeu a licitação para contratar o sistema de ensino, disse que a marca da sua gestão é ouvir o povo antes de tomar decisões. "Nós governamos para todos e, por isso, decidimos escutar os maiores interessados antes de tomar qualquer atitude", finalizou.
Presente na audiência, a prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto, que já atuou como secretária de Educação daquele município, ressaltou que sofreu resistências quando propôs a implantação de um sistema de ensino em sua cidade, mas que agora nenhum profissional ou gestor abre mão da sua continuidade, por agregar mais valor e qualidade a esta etapa do ensino. "Como resultado, Santa Isabel deu um grande salto, superando inclusive as metas do IDEB propostas pelo Ministério da Educação", afirmou. Durante a audiência, o secretário respondeu a diversos questionamentos dos vereadores.
Além de secretários municipais, o evento teve a presença do presidente da Câmara de Santa Isabel, José de Alencar Galbiatti, bem como dos vereadores arujaenses Edimar do Rosário, Marcelo José de Oliveira, Luiz Fernando Alves de Almeida, Rafael Santos Laranjeira, Renato Bispo Caroba, Reynaldo Gregório Júnior, Rogério Gonçalves Pereira e Sebastião Vieira de Lira.

Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos