Brasil e mundo
Publicada em 13/05/2017 - 21h04min

On-line

Diário Oficial começará a ser publicado apenas na internet

Com os 209 anos da Imprensa Nacional, publicações entram na era digital, versão impressa circula até setembro

Foto: Divulgação

Jornal já teve 90 mil exemplares por dia, hoje são 6 mil
Responsável pela edição dos primeiros livros brasileiros, do primeiro jornal e com registro até no Guinness Book (Livro dos Recordes), a Imprensa Nacional completou ontem 209 anos com novos desafios na era digital e a promessa de encerrar, até o fim do ano, a versão impressa do Diário Oficial da União.De acordo com o diretor-geral do órgão, Pedro Antônio Bertone Ataíde, a expectativa é que, até o fim de setembro, o diário deixe de ser distribuído fisicamente, atendendo a demandas que vão desde a facilidade do uso de dispositivos eletrônicos à própria sustentabilidade. A publicação já chegou a ter 90 mil exemplares por dia e, atualmente, cerca de 6 mil cópias impressas são distribuídas em todas as unidades da Federação.
Para execução em um prazo maior, há outros projetos em implementação. Com o avanço maciço das mídias digitais, segundo Ataíde, os planos passam pelo aprimoramento da versão on-line, como disponibilizá-la em formato de dados, facilitando a transparência. "Essa mudança vai permitir que o cidadão possa estruturar palavras-chave, montar tabelas e delimitar a pesquisa de uma maneira mais fácil", disse.
História
Foi fugindo do avanço das tropas francesas de Napoleão Bonaparte que o príncipe regente de Portugal, D. João, desembarcou no Brasil em 1808 e, no mesmo ano, determinou a criação da então chamada Imprensa Régia, para registrar os atos do Império que colonizava parte da América. As primeiras máquinas tipográficas vieram da Europa na mesma frota da Família Real portuguesa.
De lá até os dias atuais, às histórias se soma o processo de modernização do principal produto da Imprensa Nacional, que é o Diário Oficial da União. Desde a primeira divulgação na internet, em 1997, o site publica diariamente milhares de páginas distribuídas em três seções.
"A Imprensa Nacional é responsável pelo início da construção de uma burocracia pública no Brasil. Nos séculos 19 e 20, ela tinha forte papel de produção de material gráfico, já que a impressão privada era inexistente. Além disso, toda política pública tem como certidão de nascimento o Diário Oficial", afirmou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos