Variedades
Publicada em 19/04/2017 - 23h20min

suzano

XV Festival de Danças começa hoje no Teatro Armando de Ré

Evento, que revela talentos da região e de outras cidades do Estado, acontece até domingo no espaço cultural

Foto: Studio Márcia Belarmino/Divulgação

O conjunto contemporâneo do coreógrafo Valdir Zeller Echanté foi premiado com o título "Hors Concurs", representando o Studio Márcia Belarmino, de Suzano
Katia Brito
O Alto Tietê vem ganhando destaque no mundo da dança. E muito desse reconhecimento dos talentos da região é fruto do trabalho desenvolvido pelo Instituto Cultural Promodança, que hoje inicia o XV Festival de Danças de Suzano. Até domingo, o público poderá conferir a arte de cerca de 600 bailarinos, vindos de Suzano, Mogi das Cruzes, Santo André, São Paulo e outras cidades do Estado.
As apresentações acontecem no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré, localizado na rua General Francisco Glicério, 1.334, centro de Suzano, hoje às 19 horas, amanhã e sábado, a partir das 17 horas, e no domingo, às 15 horas. O Promodança conta com a parceria da Secretaria de Cultura de Suzano e o apoio da Capezio do Brasil e do Instituto Cultural Uirapuru. Os ingressos custam R$ 20. No fim de semana, é recomendado chegar com antecedência. Mais informações pelos telefones 2249-7318 ou 97391-7152 (Maurício Oliveira). 
Segundo o diretor artístico do Promodança, Maurício Oliveira, além de ser um dos maiores festivais do Estado, o evento suzanense é a primeira seletiva para o festival internacional 'Dançar a Vida Marília' que acontece entre os dias 6 e 16 de julho, na cidade de Marília, no interior de São Paulo, e o melhor grupo irá representar Suzano no 'Danza Missiones', realizado na Argentina.
Em sua 15ª edição, o festival faz parte do calendário de festejos de aniversário de Suzano, que em 2 de abril comemorou 68 anos. Entre as novidades, o aumento da nota, que vem ocorrendo gradativamente nas últimas edições, e este ano chega a 8,5 para os primeiros lugares. Outro destaque é a concorrência para os solos de repertório para a categoria Junior A, de 11 a 12 anos, que terá 38 participantes. Os inscritos no festival concorrem desde a categoria Infantil I até a Avançada para Profissionais, em diversas modalidades.
Jurados 
Para avaliar os bailarinos, um trio de jurados vai analisar a formação, criação e interpretação. São eles: Eduardo Bonnis, bailarino renomado, que atuou como professor nas principais escolas da região; Lucas Lima, revelado ainda criança pelo Promodança e hoje, primeiro bailarino no Ballet Nacional da Noruega (Norwegian National Ballet), na capital Oslo; e o professor Fausto Ribeiro, especializado na área cênica e na caracterização de personagens.
A cada noite do festival, haverá premiações, e os três melhores trabalhos apresentados receberão um valor simbólico em dinheiro.

Destaque para novos talentos

Em 20 anos de trabalho em Suzano e região, o Instituto Cultural Promodança tem revelado talentos, segundo o diretor artístico Maurício Oliveira, como os suzanenses Paloma Souza e Diego Vitor de Paulo, que se tornaram primeiros bailarinos na Europa, e os mogianos Ricardo Graziano, atualmente nos Estados Unidos, e Douglas Lima, que está na Alemanha. Oliveira ainda destaca Beatriz Faustino, primeira bailarina solista do Promodança por três anos consecutivos pelo Studio Márcia Belarmino. A jovem é considerada uma das grandes revelações do Estado de São Paulo.
Para Oliveira, o crescimento da dança na região tem muito a ver com o Promodança e o Festival de Danças de Suzano, que hoje inicia sua 15ª edição. "Quase não havia festivais de dança, e hoje, percebemos a evolução das escolas, bailarinos e coreógrafos. Muitos nomes famosos saíram de Suzano, Mogi das Cruzes e região. O festival é como um termômetro de como está a dança no Alto Tietê. Os melhores vão competir em nível nacional, e sempre temos recebido boas premiações. A região está bem fortalecida em termos de dança", avalia o diretor. (K.B.)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos