POP TV
Publicada em 13/05/2017 - 21h02min

TV Press
Principal

além da beleza

No ar em "A Força do Querer", Edson Celulari fala sobre retorno às novelas

Foto: Isabel Almeida/Carta Z Notícias

Depois de dois anos longe dos folhetins, Edson Celulari volta a ocupar o posto de galã como o Dantas, de "A Força do Querer"
O porte elegante, os traços finos e os olhos claros sempre garantiram a Edson Celulari lugar cativo na função de galã de novela. Desde o início, em tramas como "O Homem Proibido" e "Amor com Amor se Paga", até mais recentemente, em produções como o remake de "Guerra dos Sexos" e "Alto Astral". Depois de dois anos longe dos folhetins, o ator volta a ocupar o posto como o Dantas, de "A Força do Querer". Apesar de jurar nunca ter se preocupado com os rótulos que a televisão estabelece, ele agora só pensa em se divertir - principalmente, depois de precisar dar uma pausa para cuidar da saúde. 
Na história, Dantas é um diretor de empresa que se ressente por não ter o reconhecimento profissional que julga condizente com sua competência. Pai de Cibele, interpretada por Bruna Linzmeyer, faz o tipo "mulherengo" e se interessa pelas mais jovens. Volta e meia, aparece com uma namorada nova. "É um personagem com um humor muito particular também", acrescenta.
Desde que estreou na tevê, em 1978, quando fez uma participação em "Salário Mínimo", da extinta TV Tupi, Celulari conseguiu se manter no ar com constância. Foi para a Globo em 1980, em "Marina", mas teve passagens pela Band e SBT e voltou à emissora onde está até hoje em 1992, para protagonizar "Deus Nos Acuda". "Já emendei novelas várias vezes, também passei tempos maiores sem fazer. Depende da necessidade da dramaturgia, da emissora, da disponibilidade, da adequação do papel. É um diálogo muito saudável", explica.
Crescimento 
O ofício de ator sempre falou mais alto para Celulari. Tanto que ele nunca deixou que a fama que a televisão proporciona o deslumbrasse. O fato de ter começado no teatro e ganhado espaço no veículo aos poucos foi fundamental. "Agradeço por isso. Acho que deve ser muito difícil ser jovem e começar logo com um protagonista", avalia.
Pouco a pouco, Celulari foi sendo convidado para defender papéis importantes nas tramas. Com isso, também ganhou autonomia na carreira e passou a se produzir no teatro. "Acho que isso me deu uma liberdade. Você dá um salto e percebe que pode aguardar os convites para os personagens, mas pode também fazer com que eles aconteçam na sua vida", afirma o experiente ator. ("A Força do Querer", Globo. De segunda-feira a sábado, às 21h20).
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos