Polícia
Publicada em 18/04/2017 - 22h19min

Fábio Miranda
Tráfico

Droga encontrada vale R$ 300 mil

Ação da Polícia Civil de Itaquá culminou na apreensão de 100 kg de entorpecentes e na prisão de sete pessoas

Foto: Daniel Carvalho

Maconha e cocaína eram preparadas para o tráfico em uma casa no Aracaré
A Polícia Civil descobriu uma refinaria de drogas ontem de manhã, no bairro do Aracaré, em Itaquaquecetuba. O local funcionava dentro de uma casa, localizada na rua Nazaré Paulista. Foram apreendidos cem quilos de entorpecentes no total, avaliados em mais de
R$ 300 mil. Sete pessoas acabaram sendo detidas e levadas para a Delegacia Central. A ação teve apoio ainda da Guarda Civil Municipal (GCM).
O Setor de Investigação informou à reportagem que o local já estava sendo investigado há algum tempo. Interceptações telefônicas foram realizadas nos últimos três meses para descobrir a refinaria. Quando os agentes da Delegacia Central tiveram a confirmação do crime, a GCM foi chamada e prestou apoio aos policiais.
No começo da tarde veio a confirmação da pesagem. Para cocaína foram constatados 23 quilos, enquanto que para maconha foram aferidos 77 quilos. Estimativas dos próprios agentes revelam que as drogas, somadas, valem cerca de R$ 300 mil.
Assim que os policiais chegaram na propriedade, próximo à divisa com Poá, já foi possível perceber a quantidade de drogas espalhadas pelo imóvel. Havia porções de cocaína sendo separadas para armazenamento e diversos tijolos de maconha no chão.
Os suspeitos foram identificados como Elias da Costa Sampaio, Israel Fernandes Barbosa, Daivid Jonatas Mota, Renan dos Santos Felício, Caíque Costa Santana, Wesley Santos Felício e Carlos Henrique da Hora. Todos maiores de idade, segundo a polícia. Dois deles já tinham passagem por roubo e por receptação. Os GCMs Ribeiro, Rivelino, Sandoval e Silva foram os servidores que prestaram apoio.
Continuação
A Polícia Civil ainda não sabe para onde iriam os entorpecentes. Questionados na hora da abordagem, os suspeitos permaneceram em silêncio.
O Setor de Investigação confirmou que essa descoberta pode ser apenas o começo de tudo, por isso a apuração deverá seguir adiante para chegar até os chefes da quadrilha. Anotações encontradas no próprio imóvel podem dar a direção necessária para descobrir a origem e o destino dos entorpecentes. Os sete presos foram levados para o Centro de Detenção Provisória de Suzano.

PM realiza apreensões em Mogi

Além da apreensão feita pela Polícia Civil de Itaquaquecetuba, com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), em Mogi das Cruzes, a Polícia Militar também descobriu grande quantidade de entorpecentes

Além da apreensão feita pela Polícia Civil de Itaquaquecetuba, com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), em Mogi das Cruzes, a Polícia Militar também descobriu grande quantidade de entorpecentes. Pela rua Dolores de Aquino, no distrito de Jundiapeba, foi encontrado o maior número de drogas.
O comando do 17º Batalhão informou que uma denúncia anônima apontou que uma casa era utilizada para a venda dos entorpecentes. Quando os policiais chegavam ao local, um adolescente tentou fugir, dispensando uma sacola pela via. Ele foi detido e levado para a propriedade.
Nessa ação foram localizados 757 pinos de cocaína, 225 papelotes de maconha, 401 pinos de crack e 37 frascos de lança-perfume. Os policiais também encontraram
R$ 355, que pode ser dinheiro da venda das drogas. Essa apreensão ocorreu ontem de manhã.
Na rua Tiradentes, na Vila Natal, no mesmo dia, um indivíduo foi detido com 208 pinos de cocaína, um papelote de maconha e R$ 215. Mais 25 pedras de crack e 28 porções de maconha foram encontrados na Vila Pomar. Um suspeito foi detido. (F.M.)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos