Polícia
Publicada em 11/01/2017 - 23h18min

Fábio Miranda
casa vazia

Três são presos por furto a residência

Criminosos aproveitaram que a dona da propriedade mora em outro país, e invadiram o local; a localização de um skate furtado denunciou o grupo

Foto: Juliana Oliveira

Bandidos foram detidos e o caso foi registrado no 2º Distrito de Brás Cubas
Três homens foram presos no começo da noite anteontem, em Mogi das Cruzes, depois de furtarem uma casa localizada na avenida Japão, no bairro Vila Rubens. O trio foi detido após vizinhos informarem à Polícia Civil sobre a movimentação no local. O caso foi registrado no 2º Distrito de Brás Cubas.
Por meio do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), policiais que patrulhavam as imediações do bairro foram avisados de que três suspeitos estariam entrando e saindo da residência, que estava fechada com uma corrente e cadeado porque a proprietária mora em outro país.
Na denúncia foi informado, também, que os indivíduos utilizaram um veículo Citroën C3, de cor vermelha, para cometer o crime. Na rua Nossa Senhora da Glória, no Conjunto Santo Ângelo, o automóvel foi avistado e os ocupantes identificados como o borracheiro Marcio Francisco de Oliveira, de 31 anos, o mecânico Murilo Wyllon Rodrigues Rosa, 24, e o desempregado Nelson Tondato da Costa Neto, 35.
Os três foram revistados pelos oficiais. Com eles nada foi encontrando, porém, quando o porta-malas do veículo foi aberto, um skate foi localizado. Questionados, nenhum dos ocupantes do carro soube informar a procedência do objeto. Wyllon teria então admitido que o skate havia sido furtado, entretanto não revelou qual seria o local do crime.
Como já tinham a informação de onde teria sido o furto, os policiais retornaram para a avenida Japão e uma testemunha que presenciou a ação reconheceu o veículo dos suspeitos. Apesar de a proprietária morar fora do País, o filho dela, um adolescente, 15, que mora em Mogi, foi até a propriedade e reconheceu o skate furtado. Ele ainda deu falta de quatro TVs, diversas roupas, um tanquinho, talheres e um micro-ondas. Esses objetos não foram localizados.
Em conversa com os policiais, moradores das proximidades revelaram que a casa vazia é constantemente invadida, principalmente no período da noite. A Polícia Civil agora tenta descobrir se os três homens presos possuem alguma ligação com essas outras invasões.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos